NO AR AGORA
E-mail
nimbugerson@gmail.com
Ligue
(67) 996225676
NOTÍCIAS

Após surto de coronavírus entre funcionários, HU fecha CTI Pediátrico

A partir deste sábado (27), o CTI (Centro de Terapia Intensiva) Pediátrico do HU (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian) está temporariamente fechado. A medida foi tomada após confirmação de casos de coronavírus entre os funcionários que trabalham no setor e uma das crianças internadas. De acordo com denúncia anônima recebida pelo Jornal Midiamax, cinco integrantes da equipe do CTI Pediátrico testaram positivo para a doença. Em nota, o HU da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), não confirmou o número e informou que os “colaboradores foram afastados, todos apresentam sintomas leves”. Assim, o hospital afirma que o caso de investigação epidemiológica começou na última sexta-feira (26), quando a equipe de vigilância “detectou um surto de Covid-19 envolvendo a equipe e um paciente do CTI Pediátrico”. Para evitar a disseminação da doença “nenhum paciente novo será admitido até que toda a extensão do surto seja definida”.Entretanto, como informado pela denúncia e confirmado pelo HU, uma criança internada testou positivo para o coronavírus. Sobre o estado da paciente infectada, o hospital informou que ela “apresentou sintomas respiratórios leves no início da semana e hoje está assintomática do ponto de vista respiratório”. Para conhecer o cenário real do surto de coronavírus no setor do hospital, o HU afirmou que realizará testagem em colaboradores assintomáticos. Os testes devem ser iniciados na próxima segunda-feira (29) exames. Por fim, o hospital também garantiu que fará a testagem em “outros pacientes internados e seus acompanhantes”. Preocupação Ao Jornal Midiamax, um dos colaboradores do hospital informou que “fica preocupado com a irresponsabilidade de muitos colegas”. Ele afirma que alguns funcionários não praticam o isolamento social e acabam se expondo ao coronavírus fora do de expediente.horárioAssim, nesta linha de pensamento, o funcionário acredita que o vírus tenha sido espalhado por um próprio colaborador do hospital. “Não foram os pacientes do CTI Pediátrico que estavam contaminados pelo Covid-19, mas os profissionais que não tomaram as devidas providências”, explicou. Por fim, o leitor e funcionário do HU, que preferiu não ser identificado, afirmou que se preocupa com outros setores do hospital. Segundo ele, os profissionais da enfermaria pediátrica também possuem contato com pacientes do CTI Pediátrico.